segunda-feira, setembro 19, 2005

sexta-feira, agosto 26, 2005

Fim

Este blog acaba aqui.
Poucos deram conta da sua existência, ainda menos darão conta da sua extinção.
A estrela da fama
Talvez tenha deixado descendência...

Adeus.

G, o Encerrado

quarta-feira, agosto 24, 2005

Caldas de Aregos City

"Resende inaugura observatório astronómico no Douro
2005-08-24observatório
Resende - A partir de amanhã, quinta-feira, o concelho de Resende terá um observatório astronómico em pleno Douro, uma das várias valências do renovado Celeiro de Aregos, transformado agora num pavilhão multiusos que será oficialmente inaugurado pela secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino.
Através de um protocolo com o Centro Astronómico da Universidade do Porto, o novo observatório servirá de base para «acções de divulgação científica aos jovens de toda a região duriense», informa a Câmara Municipal de Resende em nota distribuída à imprensa.O novo equipamento, que representa um investimento de 600 mil euros, encontra-se localizado numa plataforma da encosta de Caldas de Aregos, com vista para o Rio Douro, e é constituído por dois grandes espaços: o auditório e a sala de exposições.Segundo a autarquia, «os espaços poderão ser redimensionados através de um sistema de painéis móveis possibilitando uma utilização bastante versátil do edifício: desde exposições, festas, feiras locais até à realização de espectáculos musicais, teatro, cinema e conferências».Sobre a área de serviços foi também criado um espaço destinado a actividades educativas e de lazer onde há alguns equipamentos ópticos que incluem, para além do observatório astronómico, uma câmara escura e uma plataforma de observação."


G, o Astrónomo

domingo, julho 31, 2005

Unidades SI

Ora cá está uma coisa interessante, para um especialista e interessado em unidades SI, como eu:

Esta carta é de um automobilista francês.
Foi apanhado pelo radar a 250 km/h num local onde a velocidade máxima permitida é de 70 km/h.

"Senhor Juiz:
Eu vi efectivamente uma placa que dizia "70", a preto, rodeada por um círculo vermelho, sem mais nenhuma menção.
Como sabe, a lei francesa de 4 de Julho de 1837 torna obrigatório em França o sistema métrico e o decreto nº 65-501, de 3 de Maio de 1961, define como unidades de base legais as unidades do Sistema Internacional (SI). Ora, no SI, a unidade de comprimento em vigor é o metro e a unidade de tempo é o segundo. Assim sendo, é evidente que a unidade de velocidade legal tem que ser o metro por segundo.
Não quero crer que o Ministério do Interior deixe de aplicar estas leis da República.
Ora, 70 metros por segundo corresponde exactamente a 252 quilómetros por hora. Os agentes policiais afirmam que fui detectado a 250 km/h e eu não o contesto. Tanto mais que estava ainda 2 km/h abaixo do limite máximo autorizado.
Portanto, agradeço que considere estes argumentos e me devolva a minha carta de condução.
Os meus melhores cumprimentos."


(Visto em http://miauugirls.blogspot.com/)

G, o Absolvidor

quinta-feira, abril 14, 2005

Desastre

José Pinto, de 4 anos, foi ferido por um comboio:

Um menino de quatro anos sofreu, ontem, traumatismo craniado e fracturas múltiplas, em consequência do acidente provocado por um comboio, próximo de Vila Meã, em Amarante. (ler)

Também encontrei esta, mais modesta.


G, o Coleccionador

Top 10

Porque a sede que tenhoMiguel Torga
É de deusas despidas
É de formas divinas diluídas
No desejo terreno
De um homem de paixões descomedidas
Num corpo miserável e pequeno.



(Torga)

G, o Deslocado

Não

Rui Camanho escreve no JN:

..... Após meio século de submissão a um regime policial totalitário, os portugueses viveram uma explosão de liberdade que, em meios civicamente menos preparados, ganhou formas perversas e fez esquecer o dever da responsabilidade.
.....

O que está assinalado, levou-me a procurar a falácia, que logo antevi existir, nas conclusões de RC.
A tradição transgressora é antes uma consequência natural desse meio século de regime autoritário - sem o supérfluo policial - em que o comportamento transgressor era como que automático, perante regras inaceitáveis e opressoras. Todos trasgrediam porque tinham de o fazer, a bem da normalidade...
Infelizmente a explosão de liberdade foi apenas isso,: uma instantânea explosão. Depressa (tão depressa quanto as grandes fortunas se souberam refazer) tudo foi posto nos seus lugares... Não é portanto de embriaguês que se trata: a quantidade de excitante liberdade ingerida, não foi manifestamente a suficiente.
O povo português trasgredia. Trasgredir era bom, necessário, imperativo psiquiátrico.
A tradição transgressora veio dessa necessidade de transgredir, com origem, portanto, em virtudes do povo, não em defeitos rácicos.


PS: Que quereria dizer RC com aquilo dos 'meios civicamente...'?


G, o Transgressor

terça-feira, abril 12, 2005

Pena, da galinha.

O Gato era um blogue.Deitar a perder...
Agora é um placard onde se anunciam espectáculos e as desventuras técnicas dos geniozinhos.
Será que não dão conta que, se querem continuar a ser como são, não podem passar o dia a debitar, mas têm de arranjar tempo para absorver?
É um conceito ancestral: poisio.
Ou, mais moderno mas o mesmo: galinha dos ovos de ouro.
Já perdemos o Herman, não queremos perder os fedorentos.
Atinem lá.

G, o Sábio

segunda-feira, abril 11, 2005

Para compensar

Image hosted by Photobucket.com A maluca da Maria Jimenez, tem neste disco uma agradável surpresa: é bom.

Mr. James Brown
Estes desconcertantes artistas, como o James Brown (que me excuso a adjectivar) - parecem agradar a Deus.
São um daqueles pequenos mistérios que nos ajudam a sorrir.



Aquella noche en la que Sabina envolvió en anécdota la cristalina definición de su estilo: "Cuando le dije que siempre la había amado porque cantaba con las tripas, ella respondió que no, que ella cantaba con el coño".".

("Para compensar", os supostamente capazes que passam a vida a produzir idiotices.)


G, el Gitano

Idiotas assim, nem daqui a 300 anos

Hoje quando vi a capa do Seca maior nÃo háPúblico (depois de ter sido ví­tima de uma notí­cia com reportagem na TVI, também sobre a seca, tão merdosa que não consigo criticar) resolvi que devia escrever aqui alguma coisa a maltratar alguém, dado o cariz igualmente merdoso da capa do pasquim. Eis que só agora reparo que ao lado está o pequeno Marques Mendes.
Seca igual só daqui a 300 anos; Marques Mendes, lí­der...
O riso diluiu a crí­tica a um dos maiores chorrilhos de maluquices idiotas sobre um assunto que é de facto sério.

G, a Ví­tima

domingo, abril 10, 2005

Galicia no es Espana

Passo a citar, do JN:
Ganza fungicae!

Data:19-04-2003

Droga:
Cogumelos alucinogénios proliferam no Norte

Especialistas estão a estudar tipo de fungo que já é muito procurado pelos
consumidores
Uma nova espécie de cogumelos alucinogénios - "Psilocybe Gallaeciae" - foi identificada por especialistas em Micologia no Norte de Portugal e Sul da Galiza, estando em aberto a possibilidade de existir também noutras zonas da Península Ibérica.
Marisa Castro, micóloga da Universidade de Vigo e membro da associação micológica "A Pantorra" (com sede em Mogadouro), disse, ao JN, que os estudos já decorrem há vários anos.
Este tipo de cogumelos, que prolifera em zonas de lameiros e em locais com grande acumulação de matéria orgânica, principalmente no início do Outono e no fim do Inverno, é apanhado pela população local, que, na maioria dos casos...


G, o Mícólogo

sexta-feira, abril 08, 2005

MST

Image hosted by Photobucket.com Três vivas ao artigo de Miguel Sousa Tavares (já gosto mais dele!) no Público de hoje. Encaixilhe-se.
Tirando a boca de que os professores ganham muito (em absoluto) - o que não é verdade e é a nodoazinha do texto (ganham muito se, está bem, fizermos as contas ao pouco que trabalham, como ele matematicamente prova) - é um artigo que me deixou radiante.
No último parágrafo mostra-se esperançado com Sócrates (na medida em que demonstra acreditar que algo vai ser finalmente feito para acabar com esta cambada de
sem-vergonhas que por aí anda).

E isto é só o princípio. Quando todos os outros estiverem a gritar - advogados, construtores de obras públicas, futebolistas, autarcas, médicos, artistas subsidiados - então aí veremos se o país quer mesmo o início das reformas e o fim dos privilégios ou se quer que tudo continue na mesma, (.....) e o futuro das gerações que se seguem a ser sabotado pelo egoismo da actual.

Era bom, não era, acabar com essa cambada?

G, o Apoiante

quinta-feira, abril 07, 2005

Anoying mouse

G, o PanfletárioAinda não disse mas é
aqui que se vão buscar os efeitos para o ponteiro do rato. Parolitos, não são?

G, o Parolo

Segway

Image hosted by Photobucket.com

Quem me quiser oferecer uma Segway, faça o favor.
Encomendas aqui:
Quero uma Segway!
Urban Mobility
Dispositivos Eléctricos de Mobilidade, Lda
Rua Dr. António G. R. Madaíl,
45 A Escritório 8
3800 - 351 Aveiro, Portugal
Email: raleixo@mail.telepac.pt


G, o Moderno

quarta-feira, abril 06, 2005

Não Mexer

Não se deve mexer no template.


G, o Web Designer

Check-up

O dr HTMLO equivalente a uma estadia num SPA, para as páginas Web, aqui.
Útil.

G, o Doente

domingo, abril 03, 2005

Arquivo

Encontram-se coisas surpreendentes, no arquivo!

"Uma seca" - Outubro 2003
"A paranóia do tempo" - Dezembro de 2003
"Olé" - Março 2004

G, o Arquivista

Adeus

Image hosted by Photobucket.com
Ioannes Paulus II

G, o Católico

sábado, abril 02, 2005

Traduções

MulherioDesculpem, mas esquecia-me desta:
Os malucos aqui ao lado são mais conhecidos que o arroz de quinze, não é? Na verdade são mais do que isso: são ícones dos anos 70.

Seventies music icons The Village People will support award-winning songstress Cher on her upcoming Australian tour.

The Village People, famous for such disco anthems as YMCA, San Francisco, In The Navy and Can't Stop the Music, have been supporting Cher in the US. [http://www.theage.com.au/articles/2005/01/25/1106415566177.html]


Ora bem, os extraterrestres dos tradutores ainda não ouviram falar destes mariconços. (Será que deveria ter escrito ".....dos nossos tradutores..... " ou os estrangeiros também são assim?)
Em 13 de Dezembro de 2004, na TVI, na série "She Spies", as boazonas dirigem-se a um homem espampanantemente vestido de vaqueiro e diz: " ....excepto quando se veste como um dos membros dos Village People."
Não me obriguem a jurar que juro; a tradução foi: ".....como um dos habitantes da vila."

Repito: Como um dos habitantes da vila!
hahaahaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
( Sou eu, que gostava de ser tradutor, aos gritos nervosos)
Idiotas.
Tenho tanta inveja destes imbecis, mas tanta, tanta, que dava para matar um deles a sangue frio.

G, o Serial-Killer

ISS

Quem ainda não viu a ISS tem aqui um filminho.G, o Panfletário


G, o Astrónomo